quarta-feira, dezembro 14, 2005

Já parou para pensar como é a vida de um diretor de escola?


Finalizando a última etapa do I Educação Com Ciência em Londrina, não podíamos deixar de registrar uma conversa com o diretor José Donizete Brandino do colégio que acolheu esse evento.
Proporcionando uma boa referência na distribuição e acomodação que o espaço ofereceu na realização das oficinas e apresentações de projetos, despertou a curiosidade de saber como seria a vida de um diretor num colégio como esse e quais seriam seus projetos daqui pra frente.

Confira essa entrevista no podcast da nossa oficina.



terça-feira, dezembro 13, 2005

O Com Ciência já está rendendo frutos


No dia 7 de Dezembro, no Colégio Estadual Vicente Rijo, onde está acontecendo o I Educação Com Ciência em Londrina, o CONPET (Programa Nacional de Racionalização e uso dos Derivados do Petróleo e do Gás Natural) e a Secretaria de Estado da Educação assinaram um convênio para lançar o CONPET móvel, que tem como objetivo formalizar oficinas de trabalho do programa.

Este caminhão transfomado em auditório de até 100 lugares, já vem se apresentando no I Educação Com Ciência desde a 1ª etapa em Ponta Grossa, onde participantes do mesmo estão assistindo as apresentações do Show da Física.

Essa solenidade foi presidida pela secretaria executiva do CONPET e a diretoria de gás e energia da PETROBRÁS, representado pelo executivo José Maria Carvalho Resende, Paulo Kazuo e também o Secretário da Educação Estadual do Paraná, Maurício Requião.

Mais informações sobre esse acontecimento, estão na entrevista com o gerente do CONPET, Frederico Marinho, realizada pelos alunos do Blogando Com Ciência.

sexta-feira, dezembro 09, 2005


É uma troca de conhecimento
que oportuniza o desenvolvimento,
descobre- se o novo
inovando a educação.

O Com Ciência é agitação, interação,
produção e criação
e com o empenho de cada um,
enriquecemos a nossa formação.

É uma alternativa para troca de idéias,
dinamiza e prolifera a informação.
Educação Com Ciência é encantamento,
é movimento, é ação...


Produção colaborativa:
Diênefer, Claudiane, Daniele, Priscila, Késia, Mikael, Marcos, Rafael, Douglas, Leandro, Josielem e Izabela.

quinta-feira, dezembro 08, 2005

Reportagem: Conhecendo o Colégio Vicente Rijo



Na verdade, o nascimento deste colégio começou numa outra escola da cidade, Colégio Marcelino Champagnat, situado à rua São Salvador, para então em 1º de abril de 1946 a escola fundar-se na avenida JK, onde é situada atualmente. A escola contêm quatro blocos, no qual o último foi construído em 1979. A área do local tem 51.987,57 metros quadrados e ocupa 1 quarteirão. O colégio tem em torno de 3.500 alunos, 86 turmas, 200 professores, 80 funcionários e 3 diretores auxiliares: diretor da manhã: Cleise Bazuco, diretor da tarde: Geraldo Zamaia, diretor da noite: Maria Virginia Pinto, e mais o diretor geral: José Donizete Brandino.
O colégio atende desde o 1º ano primário até o curso de secretariado e pós-médio, além de duas salas de recursos para atender alunos especiais. Com esse atendimento abrangente, o colégio já ganhou o prêmio de gestão em 1998, onde foi considerado um dos melhores do Paraná.
Como vocês vêem, colégio grande tem sempre histórias para contar, uma delas são as pessoas que por aqui passaram e hoje se destacam na sociedade, como a deputada estadual Elza Correia, o chefe do Núcleo Regional de Londrina, Rony do Santos e muitos outros profissionais importantes da cidade: médicos, advogados, professores...
E justamente por ter um espaço grande, deu a abertura para sediar o I Educação Com Ciência, aproveitando também o ginásio Moringão, que fica ao lado do colégio.
No total são 6 quadras esportivas onde foram montadas 2 enormes barracas, uma delas abriga os stands dos projetos das escolas e a outra abriga os parceiros do Com Ciência, entre eles citamos o CEMA, CETE, TECPAR, etc.
Além das quadras, o campo de futebol foi aproveitado para montar o palco, onde acontecem as canjas do intervalo, como dizem os alunos: “fervo”.
Para o diretor do colégio, o Com Ciência está trazendo novidades que depois pretende incorporar no colégio. Diz também que adorou que a organização do I EducaçãoCom Ciência tenha escolhido o colégio para sediar este projeto que está ajudando a aprimorar os educandos.

Escrita colaborativa: Izabela (Londrina), Priscila (Londrina), Luan (Apucarana) e Claudiane (Cornélio Procópio).
Professor(a) responsável: Carla Valkíria Cândido

quarta-feira, dezembro 07, 2005

Reportagem: Casa Ecológica



Um dos destaques do 1° Educação Com Ciência - Etapa Londrina é a Casa Ecológica, onde os materiais que foram utilizados para a sua construção foram reciclados. Entre outros, foram utilizados garrafas pet e caisas de leite. Suas paredes e seu telhado são feitos de caixas de leite (uma espécie de material compensado) e para dar mais suporte às paredes é colocado garrafas pet cheias de água, que também servem para casa ficar mais fresca.
Já os vidros da casa são feitos de garrafas pet e caracterizam-se por serem muito mais resistentes e ainda mais baratos que o vidro convencional.
Além de sua maior resistência ela ainda não agride o meio ambiente, pois toda a matéria prima foi reaproveitada de outros materiais. A casa também possui grades no chão para o ar circular.
O sistema hidráulico é muito interessante, pois favorece o reaproveitamento da água da seguinte forma: a água da pia e do chuveiro enchem a caixa da descarga economizando água. Bacana não é?
Assim, todas as pessoas que conhecem a casa ecológica ficam maravilhadas com os benefícios que ela traz para todos, mas principalmente para o meio ambiente!

Escrita colaborativa: Josielem (Londrina), Danielle (Cornélio Procópio) e Douglas(Apucarana).
Professor(a) responsável: Elaine Cristina Galvão

Reportagem: Exposição de Leonardo da Vinci



O objetivo desta exposição é mostrar o quanto Leonardo da Vinci era inteligente e criativo. Aliás, essa exposição é uma parceria inédita do Museu de Astronomia do Rio de Janeiro com o projeto I Educação Com Ciência, onde a mesma vem se apresentando em todas as etapas do evento.
Dentre várias curiosidades dessa amostra, uma delas é a que ele usava o círculo e o quadrado como base para suas criações. Outras são dois projetos: a cidade ideal onde as pessoas passavam pelos lugares mais altos e as partes mais baixas ficavam para os cavalos passarem, para evitar que a poeira atingisse as pessoas. As valas construídas para evitar alagamentos e também a ponte giratória destinada a unir uma ilha-fortaleza. Conforme o nome do projeto, ela foi criada para ser giratória justamente para impossibilitar a entrada de inimigos.
Uma outra curiosidade é que ele roubava cadáveres para fazer seus estudos e é importante ressaltar que nenhum de seus projetos foram realizados, pois estavam em códigos e alguns estavam até escondidos.
Todas essas informações foram dadas pela monitora Fernanda de Oliveira Flores.

Escrita colaborativa: Diênifer (Ivaiporã), Leandro (Ivaiporã) e Késia (Londrina).
Professor(a) responsável: Joseane Piechnicki

Reportagem: Museu de História Natural de Cornélio Procópio



Os animais do Museu de História Natural são taxidermizados (táxi = fixação; dermi = pele ou seja fixação de pele), são animais do zoológico e estão expostos no Museu de História Natural Mozart de Oliveira Vallim.
O acervo deste museu é composto por animais que tiveram morte natural em zoológicos e criadouros devidamente registrados no IBAMA.
Quem deu início ao museu foi o professor João Galdino, o museu foi inaugurado no dia 27 de setembro de 2002. Esses animais do museu representam todo a fauna brasileira são quatro regiões do Brasil: Pantanal, Cerrado, Mata Atlântica e Amazônia e também os animais exóticos (animais de outros continentes).
No museu de história natural de Cornélio Procópio tem vários animais como: furão americano, papagaio verdadeiro, jabuti, cachorro vinagre, cachorro do mato, marreco da asa de seda, patori, jaguatirica com sua presa cutia, tatu peba, seriema, filhote de anta, coruja mocho orelhudo, bugio branco, arara vermelha, tucano de bico verde jacaré do papo amarelo e a ema.
A coleção exposta no museu tem finalidade didática, cientifica, pedagógica e cultural. O objetivo é despertar em seus visitantes a consciência ecológica e ambiental necessária para uma convivência harmoniosa entre o homem e o meio ambiente.
Se você quiser visitar o Museu de História Natural anote o seguinte endereço: antiga estação ferroviária da R.V.P.S.C de Cornélio Procópio Tel: (43) 3904-1124.

Escrita colaborativa: Rafael (Londrina), Marcos (Cornélio Procópio) e Fernanda (Apucarana).
Professor(a) responsável: Jane M. Nóbrega

terça-feira, novembro 29, 2005

Pés Vermelhos também blogam!


Pés Vermelhos agora na área, finalizando I Educação Com Ciência. Este espaço na web agora é de vocês! Sem deixar de lado a criatividade e a descontração, vamos fazer valer as diversas opiniões interagindo com todos através de notícias, entrevistas, crônicas, reportagens que farão, contando o que há de melhor neste evento. Agora é com vocês! A aventura só está começando! E com certeza terão muito o que contar sobre essa terra vermelha alegre e acolhedora, fechando o Com Ciência com "chave de ouro"!

Profª Carla Valkíria Cândido

Profª Elaine Cristina Galvão

Profª Jane Maria Nóbrega

Profª Joseane Cíntia Piechnicki